O Gergelim: Formas de consumo

0

Poderoso emulsionante, a lecitina facilita a emulsificação das gorduras ‘ruins’ em meio aquoso, especialmente o colesterol de baixa densidade (LDL), evitando que se deposite nas paredes de vasos e artérias. O gergelim é, juntamente com a soja, o alimento mais rico em lecitina.

Com fração proteíca (20 %) de alto valor biológico, formada por 15 aminoácidos, com elevada proporção de metionina (aminoácido essencial). As principais vitaminas: E (tocoferol), B1 ou tiamina (0,1 mg por 100 g) e a B2 ou riboflavina (0,24 mg por 100 g). Como toda boa semente oleaginosa, o gergelim é rico em minerais e oligoelementos, especialmente cálcio, fósforo, ferro, magnésio, cobre e cromo. Sua ação de laxante suave é devido a presença de mucilagens que se desenvolvem após sua hidratação prévia em água filtrada.

gergelinsExistem três tipos de sementes de gergelim: as de cor branca, marrom e preta. Mas hoje em dia tem surgido tons destes 3 tipos conforme a imagem do topo.

A semente de gergelim atinge seu maior potencial terapêutico quando consumida na sua forma integral; comprando-a crua e com casca. Mas, deve ser previamente hidratada por 8 horas em água filtrada e na sequência ser germinada. Para germiná-la basta coar sua água de hidratação, lavá-la sob água corrente e colocá-la sobre uma peneira para germinar ‘no ar’ por 8 horas, tempo ideal para poder realizar seu consumo.

O gergelim preto é o mais rico em cálcio. É muito eficiente para lavagens vaginais prevenindo infecções e corrimentos.

O Gergelim deve ser consumido idealmente na sua forma integral: cru e com casca.

Indicado pela medicina Ayurvédica para diminuir a acidez do sangue, fortalecer a pele e principalmente para aumentar a atividade cerebral. Ameniza os efeitos de sobrecarga física e é importante fonte de reposição de cálcio.

O gergelim apresenta sabor doce, característica neutra e ação principal no fígado e nos rins, onde aumenta a essência (Yin) e fortalece suas funções. Igualmente, tem efeito tonificador sobre o sangue.

Na alimentação crua a viva existe a possibilidade de transformar a semente germinada em leite de gergelim e vitaminas. À massa que fica após extração do leite (em um coador de voil), damos o nome de queigelim, queijo de gergelim ou ricota de gergelim. Esta massa pode ser temperada com ervas e temperos salgados ou doces, conforme desejado.

O leite e queijo de gergelim (queigelim) apresentam alta digestibilidade, o que é muito positivo para todo o trato gastrointestinal, prevenindo a formação de gases, constipação entre outros sintomas. Uma vez germinado pode ser adicionado no preparo de biscoitos, pães, granolas, saladas doces e salgadas, decoração de sobremesas e canapés. Enfim, seu sabor agradável e exótico é bem vindo em quase todos os preparos da alimentação crua e viva.

Como fazer o Leite de Gergelim

Coloque as sementes de molho em água por 8 horas. Coe numa peneira e deixe as sementes por máximo 1 hora aerando. Mais que isso irá ficar amargo. Prepare então o leite batendo no liquidificador com o dobro de água filtrada ou de coco. Tome imediatamente para evitar o sabor amargo.

Comments are closed.